porque eu sou awesome. muito.

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

//pesquisar
 
//Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


//comentários recentes
Também achei muita piada a esse video. :D
oh, ando a tentar falar com ele há uma semana (por...
Ps: e tu disseste?! ...
Boa Catarina =D
CLARO :D
chegaste a mascarar-te de gótica? *.*
tá bem Cê xD
só vais ver se fores passear connosco :c
oh, muito obrigada. :)
Oh maria! Sabes o qe é anonimato? xD é o qe qero m...
//arquivos
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


blogs SAPO


Universidade de Aveiro

Posts

Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

« E achas que se eu aparecer o gato foge ? »

« Foge, claro que foge. »

 

Na noite em que ocorreu esse diálogo um gato escondeu-se debaixo do sofá da sala de estar e eu tinha de arranjar maneira de o tirar daqui de casa, mas nem sequer queria entrar na sala. Não gosto de gatos. Não gosto nada de gatos. E isso é um bocado esquisito porque toda a gente adora gatos, são fofinhos e não sei quê, mas eu não acho.

Não sei quando é que essa aversão (ou medo, o que lhe quiserem chamar) aos gatos começou. Penso que até é bem forte, porque uma vez tive um um sonho (?), no qual um gato me arranhava a cara e eu ficava tipo Claire Saunders.  E se eu pensasse como ela até nem seria mau ter umas cicatrizes. « Realçam-me os olhos », disse ela no episódio 1 x 2 de Dollhouse. Mas não preciso que me realcem os olhos. Eles já são suficientemente grandes.

Pronto, tenho medo de gatos. Ridículo.

 

Tudo isto porque hoje deixei a porta que dá para o terraço aberta, e à conta disso o mesmo gato apareceu-me no quarto enquanto eu estava a estudar violino. E eu lembrei-me da história toda.

 

cathz